"As coisas encobertas pertencem ao nosso Deus, mas as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que observemos todas as palavras desta lei."
Deuteronômio 29:29

Estudos Bíblicos > O Sábado
  1. O Sábado
Pergunta O SÁBADO Passagem
1.1 Por que devemos descansar no sábado? Comentário
1.2 E os dez mandamentos foram abolidos? Comentário
1.3 O sábado era observado no novo testamento? Comentário
1.4 Como Jesus lidou com o sábado? Comentário
1.5 Jesus alguma vez quebrou o sábado? Comentário
1.1 a) Porque Deus foi o primeiro ser em todo o Universo a descansar no sábado (Gn.2:1-3).
b) Porque o sétimo dia da semana é o sábado (Ex.20:10) e não podemos escolher outro dia para guardar.
c) Após os seis dias da criação, Deus instituiu o sábado. “Sábado” é uma palavra de origem semítica (shabbat, do hebraico; sabatu, do assírio; sabbaton, do grego) significando propriamente “fim” ou “limite de tempo”. Dessas palavras se derivou o significado de “terminar, cessar, descanso”.
d) No sábado, Deus descansou. Ele abençoou e santificou esse dia (ver Gn.2:1-3).
e) O maná que Deus providenciava no deserto mostra a santidade do sábado (Ex.16:23).
f) É um memorial eterno entre Deus e Seu povo (Ex.31:12-13).
g) O sábado era guardado nos dias de Neemias (Ne.9:14;Ne.10:31;Ne.13:15-21).
h) O sábado será observado na Nova Terra (Is.66:23-24).

Nosso maravilhoso Deus criou o mundo em seis dias e, no sétimo dia, descansou. Ele instituiu o sábado para todas as pessoas como memorial da criação. É um dia para descanso, adoração e ministério, em harmonia com o ensino e prática de Jesus, o Senhor do sábado. O sábado é um dia para termos comunhão com Deus e uns com os outros. É um símbolo de nossa redenção em Cristo, um sinal de santificação, uma prova de lealdade e uma alegria antecipada do futuro eterno no reino de Deus. O sábado é o sinal perpétuo do eterno concerto de Deus com Seu povo. A prazerosa observância desse tempo sagrado de uma tarde a outra, de um pôr do sol ao outro, é uma celebração dos atos criadores e redentores de Deus.

Sábados Semanais e Cerimoniais
Há na palavra de Deus dois tipos de sábados. Esta é a razão de muitas confusões e distorções que existem hoje. Vejamos:
Sábado (sétimo dia da semana): memorial eterno entre Deus e Seu povo (Ex.31:12-13).
Sábado (cerimonial): temporário, vigorou até Jesus Cristo (Cl.2:14;Ef.2:15).

Paulo, ao tratar desse assunto, fala da “lei dos mandamentos que consistia em ordenanças”. Que ordenanças eram essas? Eram as leis cerimoniais que Deus havia instituído para Israel. Veja algumas delas:
a) Lei dos holocaustos (Lv.6:8-13).
b) Lei da oferta de alimentos (Lv.6:14-18).
c) Lei da expiação da culpa (Lv.7:1).
d) Leis acerca da praga e da lepra (Lv.13:1).
e) Festa anual da Expiação (Lv.16:29-30).
f) Festa da Páscoa (Lv.23:4).
g) Festa dos Pães Asmos (Ex.23:15).
h) Festa das Trombetas (Nm.29:1)
i) Castigos por desobediência (Dt.28:15).
j) Festa das Primícias (Lv.23:10).
k) Ano sabático (Lv.25:2).

Essas leis cerimoniais foram ditadas por Moisés (Lv.1:1-3) e escritas em um livro (2Cr.35:12). Foram postas ao lado da arca da aliança onde estavam os Dez Mandamentos (Dt.31:24-26). Essas leis cerimoniais nada aperfeiçoaram (Hb.7:19). Foram cravadas na cruz (Cl.2:14) e ab-rogadas por Jesus (Ef.2:15).
1.2 A Bíblia mostra que não. Veja alguns textos que comprovam isso: Mt.5:17-18;Sl.111:7-8;Jo.15:10;Jo.14:15;1Jo.2:6;Rm.2:13;Rm.3:31;Rm.7:12;Ap.14:12;Tg.2:12;Ec.12:13-14.
1.3 Sim, o sábado continuou sendo observado no Novo Testamento:
a) Jesus guardava o sábado (Lc.4:16;Lc.4:31;Mc.1:21).
b) Sua mãe e outras piedosas mulheres guardavam o sábado (Lc.23:54-56;Mc.16:1-2).
c) O apóstolo Paulo guardava o sábado (At.17:2;At.18:4).
1.4 Em Suas controvérsias com os judeus, oito episódios ocorreram com relação ao sábado:
a) Os discípulos colhendo espigas (Mt.12:1-8).
b) Curou um homem cuja mão era ressequida (Mt.12:9-15).
c) Curou um homem de espírito imundo (Mc.1:21-28).
d) Curou uma mulher enferma havia 18 anos (Lc.13:10-17).
e) Curou um homem hidrópico (Lc.14:1-6).
f) Curou um enfermo no tanque de Betesda (Jo.5:1-15).
g) Curou um cego fazendo lodo no chão (Jo.9:1-14).

Não há nessas passagens nenhum indício de que Jesus estava questionando a vigência de um dia de descanso. Na verdade, Ele demonstrava a melhor maneira de fazer uso desse dia. Em todas essas oito ocasiões, Jesus entrou em atrito com os religiosos de Seu tempo por causa do fanatismo em relação ao sábado. Muitos deles eram extremamente rigorosos e legalistas.
Na época de Jesus, havia mais de 600 leis sobre o que se deveria ou não fazer no sábado. Na concepção judaica, andar mais de uma jornada, cuspir no chão, pegar qualquer peso, apanhar espigas e curar eram atividades consideradas impróprias para o sábado. Jesus, porém, não pensava assim. Ele veio mostrar o verdadeiro sentido do sábado que a nação judaica havia perdido.
1.5 Ele nunca quebrou o sábado, mas questionou as tradições humanas. Por isso, foi acusado de violar o dia de descanso (Jo.5:18). Houvesse Jesus quebrado algum mandamento, não poderia ser o nosso Salvador. Jesus provocou essas discussões com os religiosos de Seu tempo para que eles pudessem entender o verdadeiro sentido do sábado. Vejamos o pensamento de Jesus sobre esse dia santo:
a) O sábado foi feito por causa do homem (Mc.2:27).
b) Ele (Jesus) é o Senhor (dono, proprietário) do sábado (Mc.2:28). Você não tem o direito de colocar a mão no que não é seu. Assim como o dízimo, o sábado é sagrado a Deus.
c) É correto fazer o bem aos sábados (Mc.3:4). Por que acusar Jesus de desrespeitar o mandamento, quando Ele só fazia o bem?
d) É o dia de se cultuar a Deus (Lc.4:16;Lc.4:31). Será que nosso dia de ir à igreja é melhor do que o de Jesus?
e) É dia de fazer trabalhos espirituais (Jo.5:16-17).
f) Deve ser um dia de alegria para todos nós (Is.58:13-14).
Por todos esses textos, podemos comprovar que o mandamento referente ao sábado continua em vigência, assim como os outro nove mandamentos da lei de Deus. Infelizmente alguns ensinam os nove mandamentos e, sem a concessão de Jesus e da Bíblia, excluem o sábado. Para todo aquele que prega além do que está revelado, segue a advertência de Ap.22:18-19.
Os Dez Mandamentos aparecem juntos em dois textos do Antigo Testamento: Ex.20:1 e Dt.5:1. Mas, ainda que não apareçam todos os dez juntos no Novo Testamento, não devemos pensar que aí não estejam. Vejamos os dez espalhados no Novo Testamento:

Os Dez Mandamentos no Novo Testamento
1.Não terás outros deuses diante de MimAt.15:20;At.17:23;At.17:28-29
2.Não farás para ti imagens de escultura1Ts.1:9
3.Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vãoMt.5:33-37
4.Lembra-te do dia de sábado para o santificarHb.4:4-6
5.Honra teu pai e tua mãeEf.6:1
6.Não matarásMt.5:21-22
7.Não adulterarásMt.5:27
8.Não furtarásRm.13:9
9.Não dirás falso testemunhoMc.10:19
10.Não cobiçarásRm.7:7


A Bíblia apresenta o sábado em mais de 100 textos. A seguir daremos a relação de todos eles.

Antigo Testamento (57)
Ex.16:23;Ex.16:25;Ex.16:26;Ex.16:29;Ex.20:8;Ex.20:10;Ex.20:11;Ex.31:14;Ex.31:15;Ex.31:16;Ex.35:2;Ex.35:3;Lv.16:31;Lv.23:3;Lv.23:12;Lv.23:15;Lv.23:16;Lv.23:32;Lv.24:8;
Lv.25:2;Lv.25:4;Nm.15:32;Nm.28:9;Nm.28:10;Dt.5:12;Dt.5:14;Dt.5:15;2Rs.4:23;2Rs.11:5;2Rs.11:7;2Rs.11:9;2Rs.16:18;2Cr.23:4;2Cr.23:8;Ne.9:14;Ne.10:31;Ne.13:15;Ne.13:16;
Ne.13:17;Ne.13:18;Ne.13:19;Ne.13:21;Ne.13:22;Sl.92:1;Is.56:2;Is.56:6;Is.58:13;Is.66:23;Je.17:21;Je.17:22;Je.17:24;Je.17:27;Lm.2:6;Ez.46:1;Ez.46:4;Ez.46:12;Am.8:5
Novo Testamento (46)
Mt.12:1;Mt.12:2;Mt.12:5;Mt.12:8;Mt.12:10;Mt.12:11;Mt.24:20;Mt.28:1;Mc.1:21;Mc.2:23;Mc.2:27;Mc.2:28;Mc.3:2;Mc.6:2;Mc.15:42;Mc.16:1;Lc.4:16;Lc.4:31;Lc.6:1;
Lc.6:5;Lc.6:6;Lc.6:7;Lc.6:9;Lc.13:10;Lc.13:14; Lc.13:15; Lc.13:16;Lc.14:1;Lc.14:3;Lc.14:5;Lc.23:54;Lc.23:56;Jo.5:9;Jo.5:10;Jo.5:16;Jo.5:18;Jo.7:22;Jo.7:23;Jo.9:14;Jo.9:16;Jo.19:31;At.1:12;At.13:14;At.13:42;At.13:44;At.16:13


Observação: Aqui não estão incluídos os textos que chamam o sábado de sétimo dia da semana como em Gn.2:1-3. O que aumentaria muito mais a quantidade de textos sobre o sábado na Bíblia.Com que prazer Deus deve ter completado este mundo, colocando tudo em seu devido lugar, nada faltando, em completa harmonia, integrando céus e Terra, flores e árvores, pessoas e animais. Então, com satisfação, Deus para e diz: “Muito bem, vamos fazer uma pausa de 24 horas”.O sábado significa memorial da criação, sinal do concerto, amostra da eternidade, descanso e equilíbrio, adoração e alegria, a absoluta satisfação de estar na companhia da família e de Deus. Não deseja você ser fiel na observância do dia que Deus criou para ser observado?