"As coisas encobertas pertencem ao nosso Deus, mas as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que observemos todas as palavras desta lei."
Deuteronômio 29:29

Estudos Bíblicos > Ouvindo a voz de Deus
  1. A Bíblia
  2. A Criação
  3. A Origem do Mal
  4. O Plano da Salvação
  5. Fé, Arrependimento e Confissão
  6. Sinais da Volta de Cristo
  7. A Volta de Cristo
  8. O Milênio
  9. A Morte
  10. A Nova Terra
  11. A Graça de Deus
  12. O Santuário
  13. O Juízo
  14. As Leis de Deus
  15. A Lei Moral
  16. O Mandamento Esquecido
  17. Do Sábado para o Domingo
  18. Princípios de Saúde
  19. O Dom de Profecia
  20. O Dízimo
  21. Ofertar, um Ato de Adoração
  22. Como Identificar a Igreja Verdadeira
  23. Porque Devo ser Batizado?
  24. Princípios da Vida Cristã
  25. Educação Cristã
  26. A Vida no Espírito
  27. Um Ministério para Todos
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A BÍBLIA SAGRADA Passagem
1.1 O que é a Bíblia? Comentário
1.2 Como Jesus considerava a Bíblia? Jo.17:17
1.3 Qual é a situação de muitos estudantes da Bíblia, e o que necessitam para entendê-la? At.8:26-31 Comentário
1.4 Qual é a maneira correta de estudar a Bíblia? Is.28:10
1.5 Que benefício recebe o estudante das Escrituras? Jo.5:39 Comentário
1.6 Que outro benefício prático advém de examinar a Bíblia? Jo.16:13;Jo.8:32;
1.7 Quem dirigiu os profetas ao escreverem a Bíblia? 2Pe.1:21
1.8 Quanto do texto bíblico é inspirado por Deus? 2Tm.3:16 Comentário
1.9 Que parte da Bíblia não foi escrita por autores humanos? Ex.31:18
1.10 Está alguém autorizado a alterar a Bíblia? Ml.3:6;Ap.22:18-19;
1.11 Como são chamados os praticantes dos ensinos bíblicos? Jo.13:17;Tg.1:22;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A CRIAÇÃO Passagem
2.1 A natureza e tudo que existe é obra do acaso? Comentário
2.2 Como era a Terra antes de ser criada? Gn.1:2
2.3 Como foi formado o Universo? Hb.11:3;Sl.33:6;Sl.33:9
2.4 Quem participou do ato da criação? Gn.1:1-2;Jo.1:1-3;
2.5 Como foi o processo diário da criação? Gn.1 Comentário
2.6 Como se deu a criação do homem e da mulher? Gn.1:26-27;Gn.2:7;Gn.2:18-25 Comentário
2.7 Que presente o primeiro casal recebeu de Deus? Gn.2:8;Gn.2:15;
2.8 Sob que condição eles viveriam eternamente no Jardim do Éden? Gn.2:15-17 Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A ORIGEM DO MAL Passagem
3.1 O bom e o mal devem viver juntos? O mal é necessário? Is.5:20 Comentário
3.2 De quantos anjos é composto o exército de Deus? Ap.5:11
3.3 Que descrição a Bíblia faz de Lúcifer, o ex-líder dos anjos? Ez.28:14-15;Ez.28:17;
3.4 Que outros pecados esse anjo cometeu? Is.14:12-14
3.5 Qual foi o resultado da rebeldia desse anjo? Ap.12:7-9;Ap.12:4; Comentário
3.6 Que advertência Deus fez a Adão e Eva no Éden? Gn.2:15-17
3.7 Contrariando a advertência divina, o que a serpente disse à mulher? Gn.3:1-5
3.8 Que certeza Deus transmitiu a Adão e Eva, quando eles pecaram? Gn.3:15 Comentário
3.9 De que maneira Satanás nos engana hoje? 2Co.11:14-15;Mt.24:24;
3.10 Contra quem o inimigo está especialmente irado em nossos dias? Ap.12:12;Ap.12:17;
3.11 Como nos é possível vencer Satanás? Ef.6:10-18
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O PLANO DA SALVAÇÃO Passagem
4.1 Como ser salvo? Comentário
4.2 Quantos são pecadores e qual é o resultado do pecado? Rm.5:12;Rm.6:23;
4.3 Que reação Deus manifestou diante da entrada do pecado? Gn.3:8-10
4.4 Qual a condição da natureza humana após o pecado? Gn.6:5;Sl.51:5;Je.13:23;Je.17:9;Mt.15:19
4.5 Quais são outras características da natureza humana pecaminosa? Ef.2:3;Ef.4:18;1Co.2:14;Rm.7:15-19;Rm.7:23-24 Comentário
4.6 Que plano Deus estabeleceu para nos salvar da morte eterna? Jo.3:16;1Co.15:3;
4.7 O que Jesus fez por nós na cruz? 1Pe.2:24;Is.53:5-6;
4.8 Quem pode mudar a natureza humana? 1Sm.10:6;Jo.8:32;
4.9 A salvação depende de nossas boas obras? Ef.2:8-9;Gl.2:16;
4.10 Como pode o homem alcançar a salvação? 1Jo.5:11-12;Hb.5:9;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > FÉ, ARREPENDIMENTO E CONFISSÃO Passagem
5.1 Porque o perdão é importante? Comentário
5.2 O que é fé e qual é sua importância na vida cristã? Hb.11:1;Hb.11:6;Rm.5:1;Tg.2:26;
5.3 Qual é o objetivo da fé? 1Jo.5:4;1Pe.1:9;
5.4 Como desenvolver a fé? Rm.10:17
5.5 O que Jesus veio fazer? Lc.5:32
5.6 O que nos leva ao arrependimento? Rm.2:4
5.7 O que faz o pecador arrependido? Sl.38:18
5.8 O que acontece com aquele que não confessa seus pecados? Pv.28:13
5.9 O que Deus faz quando confessamos nossos pecados? 1Jo.1:9;Mq.7:18-19;Is.43:25
5.10 O que Deus espera de nós hoje? Is.55:7
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > SINAIS DA VOLTA DE CRISTO Passagem
6.1 Cristo dará sinais da sua volta? Mt.24:3 Comentário
6.2 Que sinais seriam vistos no MUNDO SOCIAL antes da volta de Cristo? Mt.24:6-7;Mt.24:10;2Tm.3:1-4
6.3 Que sinais seriam vistos no MUNDO NATURAL antes da volta de Cristo? Mt.24:7;Mt.24:29;
6.4 Que sinais seriam vistos no MUNDO RELIGIOSO antes da volta de Cristo? Mt.24:4-5;Mt.24:11;Mt.24:24;2Pe.2:1-3;Mt.7:21-23
6.5 Além desses, que importante sinal foi mencionado por Cristo? Mt.24:14
6.6 Paulo fala de "outro evangelho" que está sendo pregado. O que fazer para não ser enganado? Gl.1:6;1Jo.4:1; Comentário
6.7 Por que Deus manda provar o ensino dos profetas? Mt.7:15;2Pe.3:16;
6.8 Como saber se uma doutrina é verdadeira? Jo.7:17;Is.28:10;
6.9 Se os sinais estão se cumprindo, por que Jesus ainda não voltou? 2Pe.3:9
6.10 Que atitudes devemos ter no tempo do fim? Lc.21:28;Lc.21:34;Mt.6:33
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A VOLTA DE CRISTO Passagem
7.1 Qual a maior esperança do povo cristão? Comentário
7.2 Qual é a maior promessa que Jesus nos fez? Jo.14:1-3
7.3 Podemos marcar uma data para a segunda vinda de Cristo? Mt.24:36
7.4 Como Jesus virá? Mt.24:30-31;Ap.1:7;At.1:11
7.5 O que ocorrerá com os mortos e vivos fiéis, na segunda vinda de Cristo? 1Ts.4:16-17;1Co.15:51-54;
7.6 O que ocorrerá com os vivos que não se prepararam para a segunda vinda de Cristo? Ap.6:15-17;Ap.9:6;2Ts.2:8
7.7 De quantas ressurreições a Bíblia fala? Jo.5:28-29;Dn.12:2;
7.8 Quanto tempo existirá entre a primeira e a segunda ressurreição? Ap.20:6
7.9 Qual será o cântico dos salvos naquele grandioso dia? Is.25:9
7.10 Que convite Jesus nos faz hoje? Mt.11:28-29
7.11 Qual será o resultado da rejeição ao convite de Jesus? Mt.25:41
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O MILÊNIO Passagem
8.1 O que acontecerá depois da volta de Cristo? Comentário
8.2 Para onde irão os salvos após a volta de Cristo e quanto tempo ali permanecerão? Ap.20:6
8.3 O que os salvos farão no Céu durante os mil anos? Ap.20:4;1Co.6:2;
8.4 Como ficará a Terra durante esse período? Je.4:23-26;Je.25:33;
8.5 Quem permanecerá na Terra durante os mil anos? Ap.20:1-3
8.6 Passados os mil anos, o que ocorrerá a Satanás e os ímpios? Ap.20:5-7
8.7 Que outros eventos marcam o fim dos mil anos? Ap.21:2;Ap.21:10;Ap.20:5;Ap.20:7;
8.8 O que satanás fará com seu grande exército, á medida que a Cidade Santa se aproximar da Terra? Ap.20:8
8.9 Qual será a sentença final daqueles que rejeitaram a Deus e Sua vontade? Ap.20:9;Mt.25:41; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A MORTE Passagem
9.1 O que acontece após a morte? Comentário
9.2 Que material Deus usou para criar o homem? Gn.2:7 Comentário
9.3 Como a Bíblia se refere à alma? Ez.18:4;Gn.46:27;Dt.10:22
9.4 O que acontece com a pessoa (alma vivente) quando morre? Gn.3:19;Ec.12:7;Ec.9:5;Ec.9:10;Jó.7:9-10 Comentário
9.5 Sob que condição o homem conservaria sua imortalidade? Gn.2:16-17
9.6 O que o pecado ocasionou ao ser humano? Rm.5:12;Rm.6:23;
9.7 Como Jesus considerou a morte? Jo.11:11-14
9.8 Até quando os mortos em Cristo permanecerão dormindo na sepultura? Jo.5:28-29;2Ts.4:16;
9.9 Qual será a recompensa dos que participarem da primeira ressurreição? 1Co.15:51-53
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A NOVA TERRA Passagem
10.1 Como será a nova terra? Comentário
10.2 O que o Senhor prometeu criar após o milênio? 2Pe.3:13;Ap.21:2;Ap.21:12-19;Ap.21:21;Ap.22:1-2 Comentário
10.3 Quem ficará fora da cidade e quem entrará nela? Ap.21:8;Ap.21:27;2Co.6:9-10
10.4 O que não haverá na Nova Terra? Ap.21:4;Is.35:5-6;Is.35:9-10
10.5 Quais serão as atividades dos salvos na Nova Terra? Is.65:21-22
10.6 Como serão os animais na Nova Terra? Is.65:25
10.7 Quão freqüentemente os salvos adorarão a Deus na Nova Terra? Is.66:22-23
10.8 Para quem Deus preparou essa cidade? 1Co.2:9
10.9 Qual é a marca daqueles que amam Jesus? Jo.14:15
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A GRAÇA DE DEUS Passagem
11.1 O homem pode se tornar justo? Jó.25:4 Comentário
11.2 Como ocorria a salvação, segundo o Antigo Testamento? Gn.6:8;Gn.15:6;Sl.6:4;Sl.13:5;Sl.86:15;Gn.3:15;
11.3 Como ocorre a salvação, segundo o Novo Testamento? At.15:11;Ef.2:8;Rm.3:24;1Jo.5:11-12;1Pe.1:18-20;Ap.14:6; Comentário
11.4 O que Jesus fez para nos salvar? Hb.9:22;Rm.5:8; Comentário
11.5 O que fazer para ser salvo? At.16:31;At.4:12;At.3:19;1Jo.1:9;Mt.19:16-17;Mc.16:16;Mt.24:13 Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O SANTUÁRIO Passagem
12.1 Qual a importância do ritual do santuário? Comentário
12.2 Que pedido especial fez Deus a Moisés? Ex.25:8
12.3 Como era o santuário? Hb.9:6-7;Ex.40:22;Ex.40:24;Ex.40:26;Ex.40:20-21;
Hb.9:3-4;Ex.26:33;Ex.40:29-30;Ex.40:33;Ex.40:34-38;
Comentário
12.4 Em que consistia o serviço diário? Ex.29:38-42 Comentário
12.5 Qual era a festa que dava fim ao ciclo anual das cerimônias? Lv.23:27-31
12.6 Em que consistia a purificação do santuário? Lv.16 Comentário
12.7 Que acontecimento marcou a consumação do ritual do santuário terrestre, e que santuário está em funcionamento atualmente? Mt.27:50-51;Hb.8:1-2;
12.8 Quais as evidências bíblicas de um santuário no Céu? Ex.25:40;Ap.4:5;Ap.11:19 Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O JUÍZO Passagem
13.1 Haverá um juízo? Ec.12:14;Rm.14:10; Comentário
13.2 Para onde foi Jesus, após Sua ascensão? Hb.8:1-2;Hb.9:24;Ap.1:12-13
13.3 Que profecia revela a data do início do Juízo? Dn.9:24-27
13.4 O que aconteceria no Céu e na Terra, no fim das 2300 tardes e manhãs? Dn.8:14-17;Ap.10:7-10;Ap.14:6-7;Ap.11:18-19;Is.58:12 Comentário
13.5 Qual é o papel de Jesus no julgamento? Jo.5:22;Dn.7:9-10;
13.6 Além de Juiz, qual é a outra função desempenhada por Jesus? 1Jo.2:1
13.7 Quais as fases do juízo? Dn.8:14;Dn.9:24-27;Ap.20:4;1Co.6:2;Ap.20:7-10 Comentário
13.8 O que Deus julgará? Ec.12:14;Rm.2:2; Comentário
13.9 De que modo seremos julgados? Ap.20:12
13.10 Quantos comparecerão perante o tribunal de Cristo? 2Co.5:10
13.11 Que devemos fazer para sermos aprovados no Juízo? Rm.8:1
13.12 Qual é a norma pela qual seremos julgados? Tg.2:10-12;Ec.12:13-14;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > AS LEIS DE DEUS Passagem
14.1 Deus estabeleceu leis? Comentário
14.2 Que tipos de leis encontramos na Bíblia? Ex.21;Ex.22;Lv.1-4;Lv.11;Ex.20:3-17;Ex.31:18; Comentário
14.3 A lei cerimonial estava relacionada com o santuário. Como era o santuário? Hb.9:1-5
14.4 Com a morte de Cristo, o que ocorreria com a lei cerimonial? Dn.9:27;Ef.2:15;Cl.2:14
14.5 A Bíblia nos ensina claramente que a lei cerimonial foi abolida na cruz. Mas, que dizer da lei dos dez mandamentos? Mt.5:17
14.6 Qual foi a atitude de Jesus para com a lei moral? Jo.15:10;Tg.2:10-12;
14.7 A fé em Cristo anula nossa obrigação de seguir os dez mandamentos? Rm.3:31
14.8 O que Jesus espera dos Seus seguidores? 1Jo.2:6;1Jo.5:2-3;Ec.12:13
14.9 Quais são os benefícios da obediência aos mandamentos de Deus? Sl.19:7-11;Jo.14:15;Gl.2:16;Rm.3:31; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > A LEI MORAL Passagem
15.1 Deus fez uma lei moral? Comentário
15.2 Quais são os dez mandamentos e quem é Seu autor? Ex.20:3-17;Ex.31:18;
15.3 Segundo Jesus, em quantas partes estão divididos os dez mandamentos? Mt.22:36-40
15.4 Qual foi a atitude de Jesus em relação à validade dos mandamentos? Mt.5:17-18;Mt.19:17;Jo.15:10
15.5 Acaso, Deus permite mudanças em Sua Palavra ou nos mandamentos? Ml.3:6;Ap.22:18-19;
15.6 O que Paulo escreveu sobre os mandamentos de Deus? Rm.3:31;Rm.7:12;
15.7 O que, segundo a Bíblia, aconteceria no futuro com a lei de Deus? Dn.8:12;Dn.7:25;
15.8 O que os homens fizeram com a verdade de Deus? Rm.1:25
15.9 O que muitos seguem hoje em lugar dos mandamentos de Deus? Mc.7:6-9;Mc.7:13;
15.10 O que é mais importante para Deus? At.5:29;Tt.1:14;Je.31:33 Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O MANDAMENTO ESQUECIDO Passagem
16.1 Que dia devemos observar como santo? Comentário
16.2 O que diz o quarto mandamento? Ex.20:8-11
16.3 Quem estabeleceu o sábado, quando e por quê? Gn.2:1-3;Mc.2:27-28; Comentário
16.4 Que dia Deus ordenou que fosse observado no tempo dos profetas do Antigo Testamento? Ex.16:23;Is.58:13-14;Is.56:4;Je.17:24;Ez.20:12;Ez.20:20;Ne.13:15;Ne.13:19; Comentário
16.5 Que dia foi observado por Jesus? Lc.4:16;Lc.4:31;
16.6 Que dia guardavam os seguidores de Jesus? Lc.23:53-56;At.13:14;At.13:27;At.13:42;At.13:44;At.18:4;
16.7 Que dia os salvos guardarão na Nova Terra? Is.66:22-23
16.8 Podemos ignorar esse mandamento? Tg.2:10-12;1Jo.2:4; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > DO SÁBADO PARA O DOMINGO Passagem
17.1 Quem autorizou a troca do sábado para o domingo? Comentário
17.2 Quantos e quais são os textos bíblicos que falam do domingo? Mt.28:1;Mc.16:1;Mc.16:9;Lc.24:1;Jo.20:1;Jo.20:19;At.20:7;1Co.16:2;Rm.6:3-8 Comentário
17.3 O que ocorreria na igreja cristã antes da volta de Jesus? 2Ts.2:3-4;Dn.8:12; Comentário
17.4 Que prática era observada entre os pagãos nos tempos de Moisés? Dt.4:19;Dt.17:2-3;
17.5 Que costume havia entre o povo de Deus nos tempos de Moisés? Ex.16:22-23;At.15:21;
17.6 Que hábito Jesus e o apóstolo Paulo tinham em comum? Lc.4:16;At.17:2;
17.7 Como Jesus considera certas práticas cristãs que não têm fundamento bíblico? Mc.7:6-8;Mc.7:13;
17.8 Quem ordenou a guarda do domingo e quando isso ocorreu? Comentário
17.9 Quem instituiu a observância do sábado e quando isso ocorreu? Gn.2:1-3;Ex.20:8-11;
17.10 Quem deve ter prioridade em nossa obediência? At.5:29;Tt.1:14; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > PRINCÍPIOS DE SAÚDE Passagem
18.1 O cuidado com a saúde física faz parte do crescimento espiritual? Ap.14:7;1Co.10:31; Comentário
18.2 Que cuidado Deus teve para com o homem recém-criado? Gn.1:29-30
18.3 Quanto tempo viviam os primeiros indivíduos, mesmo após o pecado? Gn.5:5;Gn.5:8;Gn.5:27 Comentário
18.4 Quando Deus permitiu ao homem o uso de alimentação cárnea? Gn.9:3-4;Gn.7:2; Comentário
18.5 Mesmo permitindo o uso da carne, que orientações deu o Senhor? Lv.11:47
18.6 Quais são as características dos animais limpos? Qual a alimentação mais indicada ao homem? Lv.11:2-12;Gn.1:29-30; Comentário
18.7 O que a Bíblia fala sobre o uso de bebidas alcoólicas? Pv.20:1;Pv.23:29-35;
18.8 Porque Deus se preocupa com a nossa alimentação? 1Co.6:19-20
18.9 O que Deus deseja para cada um dos Seus filhos? 3Jo.1:2;Ex.15:26;
18.10 Qual é a boa notícia de Deus para quem não conhecia o assunto que estudamos hoje? At.17:30;Tg.4:17;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O DOM DE PROFECIA Passagem
19.1 O que é o dom de profecia? Am.3:7 Comentário
19.2 Qual, diz a Bíblia, seria um dos sinais do fim? Mt.24:24
19.3 Como saber se um profeta é verdadeiro ou falso? 1Jo.4:1
19.4 Quais as características de um profeta verdadeiro, segundo a Bíblia? 1Jo.4:2;Mt.7:15-23;Dt.18:21-22;Dt.13:1-3;Is.8:19-20;Dn.10:7-10;Ex.7:9-12 Comentário
19.5 Que mulheres tiveram o dom de profecia na Bíblia? Ex.15:20;Jz.4:4;Lc.2:36;At.21:8-9;
19.6 Que igreja teria o verdadeiro dom de profecia? Ap.12:17;Ap.19:10; Comentário
19.7 Por que os adventistas do sétimo dia aceitam que o dom de profecia manifestou-se através do ministério de Ellen G. White? Comentário
19.8 Qual é a nossa segurança nos dias finais? 2Cr.20:20;1Ts.5:20;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > O DÍZIMO Passagem
20.1 Como Deus manifestou seu amor por nós? 1Jo.4:9; Comentário
20.2 O que Deus fez por Seus filhos? Dt.8:17-18;
20.3 Por que razão possui Deus direito sobre nós e nossos bens? Gn.1:1;Sl.24:1;Sl.50:10-11;
20.4 Que percentual de nossas rendas Deus reservou para que Lhe devolvêssemos como ato de adoração? Lv.27:30;
20.5 Qual é o destino dos dízimos? Nm.18:21;1Co.9:14;Ml.3:10;
20.6 O que Deus diz daqueles que retêm os dízimos e ofertas? Ml.3:8;Ag.1:6
20.7 Que promessas Deus faz aos que fielmente Lhe devolvem o dízimo? Pv.3:9-10;Ml.3:10-12 Comentário
20.8 O que Deus espera de nós? 2Co.9:7;At.17:30
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > OFERTAR, UM ATO DE ADORACAO Passagem
21.1 Que reconhecimento a pessoa demonstra ao ofertar a Deus? Dt.16:16;1Cr.29:13-14 Comentário
21.2 Em que nível de importância a Bíblia coloca dízimos e ofertas, como elementos de adoração? Ml.3:8; Comentário
21.3 Quais são os critérios que a Bíblia apresenta para a separação das ofertas, em nossa adoração? Dt.16:17;1Co.16:2;2Co.9:5;
21.4 Como devem ser usadas as ofertas e como a Igreja Adventista do Sétimo Dia as distribui? Ex.36:3; Comentário
21.5 Antes de adorar a Deus com a devolução fiel e sistemática dos dízimos e ofertas, o que devemos entregar-Lhe? 2Co.8:2;2Co.8:5;2Co.8:7;
21.6 Define a Bíblia o percentual de nossas ofertas a Deus? Dt.16:17; Comentário
21.7 Qual deve ser a motivação para ofertarmos? 1Co.13:1-3;Jo.3:16
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > COMO IDENTIFICAR A IGREJA VERDADEIRA? Passagem
22.1 Qual é a recomendação da Bíblia para encontrar a igreja verdadeira? Jo.7:17;1Tm.3:15 Comentário
22.2 Qual é a primeira coluna que sustenta a igreja de Deus? Ef.2:19-20; Comentário
22.3 Segunda coluna? At.16:30-31;At.4:12;1Tm.2:5; Comentário
22.4 Terceira coluna? Jo.14:1-3; Comentário
22.5 Quarta coluna? Jo.14:15;Ap.12:17;Ap.14:12;1Jo.2:3-4 Comentário
22.6 Quinta coluna? Ap.12:17;Ap.19:10 Comentário
22.7 Sexta coluna? Is.58:13;Ez.20:12;Ez.20:20; Comentário
22.8 Sétima coluna? Mt.24:14;Ap.14:6 Comentário
22.9 Oitava coluna? 1Co.3:16-17;1Co.6:19-20;Gn.1:29;Lv.11 Comentário
22.10 Qual é o apelo que Deus faz a Seus filhos sinceros que ainda participam de grupos religiosos que não ensinam toda a verdade bíblica? Mt.7:21-23;Jo.10:16;Ap.18:4;
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > PORQUE DEVO SER BATIZADO? Passagem
23.1 Quantas espécies de batismo são reconhecidas na Bíblia? Mt.3:3-15;Ef.4:5 Comentário
23.2 Qual o significado do batismo na Bíblia? Rm.6:3-4;Cl.2:12 Comentário
23.3 De que forma Cristo foi batizado por João? Mc.1:9-10;
23.4 Que razão Jesus apresentou para ser batizado? Mt.3:3-15;
23.5 De acordo com Pedro, no dia de Pentecostes, e que maneira o povo deveria mostrar seu arrependimento? At.2:38;
23.6 Quão essencial é que a pessoa seja batizada nas águas? Jo.3:5;Mc.16:16
23.7 O que Paulo foi orientado a fazer, quando entendeu o plano da salvação? At.22:16;
23.8 Quando devo tomar a decisão de entregar-me a Deus através do batismo? Hb.3:15;2Co.6:2;Mt.28:20; Comentário
23.9 Que dizer então de meu passado, quando vivia em desobediência a Deus? At.17:30;
23.10 O que acontecerá se atendermos a ordem de Jesus? Ap.22:14;Jo.1:12
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > PRINCIPIOS DA VIDA CRISTA Passagem
24.1 Que práticas frequentes contribuem para a manutenção e fortalecimento da fé, e do crescimento espiritual do crente? 2Co.5:17;Jo.5:39;Cl.4:2;Hb.10:25;Mc.5:18-20; Comentário
24.2 Como devemos viver as horas do sábado? Is.58:13-14;Lc.4:16;Lc.4:31;Ne.13:19;Lc.23:50-56; Comentário
24.3 Como devem os membros da igreja se comportar em relação a seus irmãos? Ef.4:25;Gl.5:13;Gl.6:1;Gl.6:10
24.4 Que princípios a Bíblia estabelece para o vestuário feminimo? 1Pe.3:3-4;1Tm.2:9
24.5 Qual a atitude do cristão para com o casamento? 1Co.7:10-14;Mt.19:8-9;Hb.13:4;
24.6 Que diz a Bíblia sobre costumes e diversões mundanos? 1Jo.2:15-17;Tg.4:4
24.7 Que princípios a Bíblia estabelece para orientar o comportamento sexual? Ex.20:14;1Co.6:9;1Co.6:18;
24.8 Qual deve ser o comportamento cristão em relação às autoridades? Rm.13:1-4;1Pe.2:13-14;At.5:29;
24.9 Que cerimônias foram instituidas por Jesus para os cristãos, e o que elas significam? Jo.13:4-5;Jo.13:15;1Co.11:23-28; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > EDUCACAO CRISTA Passagem
25.1 Por que é importante seguir os conselhos de Deus a respeito da educação de nossos filhos? Jó.36:22; Comentário
25.2 Qual foi o método original de ensino utilizado por Deus? Gn.2:15-17;Gn.3:8-10
25.3 Qual foi o antecedente bíblico para as modernas escolas cristãs? 2Rs.6:1-7;
25.4 De que modo funcionava a escola que Cristo dirigiu durante Seu ministério terrestre? Mt.4:18-25; Comentário
25.5 Que diferença existe entre a educação cristã e a educação secular? 1Co.2:12;1Co.3:19
25.6 Quais são os perigos enfrentados por estudantes cristãos em instituições seculares? Cl.2:8;1Tm.6:20-21
25.7 Qual é o conselho que a Bíblia dá aos pais com respeito à educação dos filhos? Dt.6:5-9;Ef.6:4
25.8 Quais são os objetivos que o Senhor tem para nossas crianças e nossos jovens? Is.54:13;Is.49:25
25.9 Qual é o resultado da educação ministrada aos filhos, segundo os caminhos do Senhor? Pv.22:6; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > VIDA NO ESPIRITO Passagem
26.1 Que promessa Jesus fez aos discípulos antes de Sua ascensão? 1Co.12:3;Jo.14:16;Lc.24:49; Comentário
26.2 O que os discípulos fizeram após a ascensão de Cristo? At.1:4;At.1:12-14
26.3 Quando se cumpriu a promessa? At.2:1-4;
26.4 Como o Espírito Santo é apresentado na Bíblia? At.5:3-4;Mt.28:19
26.5 Quais são as funções desempenhadas pelo Espírito Santo? Jo.14:26;Jo.16:8-13;1Sm.10:6;
26.6 Quando uma pessoa é batizada com o Espírito Santo? Jo.3:5;Mt.3:16 Comentário
26.7 Como podemos saber se o crente possui ou não o Espírito Santo? At.5:32;Gl.5:22-23
26.8 O que devemos pedir hoje a Jesus? Lc.11:13; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > UM MINISTERIO PARA TODOS Passagem
27.1 O que, de acordo com a afirmação de Jesus, devemos ser? Mt.5:13-14; Comentário
27.2 Quando é que o crente se torna luz no mundo? At.1:8;
27.3 Qual é a dádiva do Espírito Santo àqueles que O aceitam? Gl.5:22-23;1Co.12:7-11
27.4 Quais são os dons de capacitação na igreja e qual o seu objetivo? Ef.4:11-15;
27.5 Assinale o dom que Deus considera mais importante de acordo com I Co.13:1-3 e 13? 1Co.13:1-3;1Co.13:13
27.6 O que Deus espera de mim quando descubro meus dons? 1Tm.4:14;
27.7 O que a Bíblia diz que somos após o batismo? 1Pe.2:9;
27.8 Qual é a missão que recebemos de Jesus hoje? Mt.28:19-20; Comentário
Pergunta Ouvindo a voz de Deus > Comentários
1.1 A Bíblia é um livro diferente. Na verdade, trata-se de uma pequena biblioteca, composta de 66 livros escritos por cerca de 40 autores, das mais variadas culturas, origens e ocupações, durante um período de 1.600 anos. Milhares de pessoas já deram a vida, literalmente, em defesa das verdades nela contidas. Por abraçarem essas verdades, blasfemos já se tornaram reverentes; ébrios se tornaram sóbrios; criminosos se tornaram confiáveis, ladrões se tornaram honestos; adúlteros se tornaram puros. O que torna a Bíblia um livro tão especial? De onde vem seu poder? Que valor tem ela para o homem atual? Essas perguntas serão respondidas neste estudo.
1.3 Para entendê-la, alguém precisa ensinar
1.5 Jesus é o personagem central da Bíblia. Cada página da Bíblia revela Seu amor e Seu desejo de nos salvar. Lendo-a, encontramos o caminho da salvação.
1.8 Pela leitura da Bíblia, nosso caráter é transformado.
2.1 Tudo o que existe na natureza expressa ordem, beleza, exatidão, adaptação, e pressupõe um planejamento inteligente. Observe as maravilhas naturais: o colorido e o perfume das flores, os pássaros, a teia de aranha, o brilho dos astros, a organização da colméia, o funcionamento do corpo humano, entre outros magníficos fenômenos. Poderia tudo isso ter surgido por mero acaso? Como disse um estudioso do passado, “este relógio não poderia funcionar sem um relojoeiro”. Essa é a verdade que a Bíblia afirma, como veremos no presente estudo.
2.5 A palavra hebraica para “dia” na expressão “tarde e manhã, o primeiro dia” é yom, que significa um período de 24 horas (quando é acompanhada de numeral ordinal).
2.6 Coroando a obra da criação, Deus fez o homem “à Sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”. Diferentemente do restante da criação, que veio à existência pela palavra de Deus, o ser humano foi feito à Sua imagem. Foi moldado pelas mãos divinas e recebeu diretamente de Deus o sopro de vida.
2.8 A desobediência às orientações acarretaria duas conseqüências: deixar o jardim e ficar sujeitos à morte.
3.1 Charles Baudelaire, historiador, artista e poeta francês do século 19, acreditava que Deus criou a natureza e os seres humanos para serem bons e maus, resultando no que parece ser uma mistura de ambos. Há quem concorde com Baudelaire, mas qual deve ser a postura do cristão? Como harmonizar um Deus amoroso, que deu a própria vida para salvar pecadores, com a existência de doença, sofrimento e morte? Que dizer de realidades como violência, terrorismo, roubos, assassinatos frios que acontecem todos os dias? É Deus responsável por tudo isso? Se não, quem é? Deixemos que a Bíblia responda.
3.5 O mal surgiu no Céu, através de um anjo de luz, que se rebelou contra Deus e passou a se chamar Satanás. Nesse conflito, a terça parte dos anjos se uniu ao inimigo, e todos foram expulsos do Céu vindo alojar-se na Terra.
3.8 Jesus Cristo, o descendente da mulher, esmagaria a cabeça da serpente. Ele deixaria o Céu e, através do mistério da Encarnação, nasceria de mulher. Viveria como homem e, por Sua morte e ressurreição, decretaria o fim do domínio de Satanás.
4.1 Independentemente de quem tenhamos sido ou o que tenhamos feito no passado, Deus nos ama “com amor eterno”, dispondo-Se a vir ao mundo e passar pela agonia da cruz a fim de resgatar a humanidade perdida. Entretanto, muitos há que se perguntam: “Como posso ser bom diante de Deus?” “Como posso apagar meu passado mal?” “Como posso ser apresentado sem culpa diante dEle?” “Como posso ser salvo?” O caminho para a vida eterna é muito fácil de ser achado e compreendido, mas poucos sabem como ir a Cristo e experimentar alegria, paz de espírito, perdão e esperança. O presente estudo mostra a resposta bíblica para uma vida cristã vitoriosa.
4.5 Deus estabeleceu um plano mediante o qual Seu Filho daria a vida em lugar do pecador. Dessa forma, todo o que O aceita como Salvador é perdoado e recebe a promessa de vida eterna.
5.1 Certo dia, um sacerdote cristão visitou um hospital psiquiátrico na Inglaterra. Enquanto andava pelos corredores e aposentos, observando os pacientes em seu lamentável desequilíbrio mental, ouviu do diretor da instituição, que o acompanhava: “Se metade dessas pessoas pudesse crer no perdão, poderia ser mandada de volta para casa”. De fato, muitos males emocionais, espirituais, e até físicos, têm origem no sentimento de culpa. O pecado tem ação devastadora na vida de qualquer pessoa. Que podemos fazer com ele? Como nos livrarmos de suas terríveis conseqüências? A Bíblia aponta a saída.
6.1 Estando com os discípulos no monte das Oliveiras, Jesus ouviu deles a seguinte pergunta: “Que sinal haverá da Tua vinda e da consumação do século?”. O Mestre, então, enumerou vários sinais indicadores do Seu retorno à Terra. Alguns dos sinais apresentados tiveram cumprimento inicialmente em Jerusalém, e serviram como “maquete” ilustrativa dos acontecimentos do fim. Outros sinais, porém, estão se cumprindo agora, em nossos dias. Quais são eles?
6.6 Devo verificar se o ensino está de acordo com a palavra de Deus
7.1 Desde que nossos primeiros pais transpuseram os portais do Éden, depois de terem desobedecido, os filhos de Deus aguardam o dia em que o pecado e suas tristes conseqüências terão fim. Profetas, apóstolos e cristãos de todos os tempos têm anunciado esse dia, alicerçados na garantia dada pelo próprio Cristo. Assim, Seu retorno à Terra é a bendita esperança que conforta o coração de Seus seguidores, quando estes se deparam com o sofrimento, a dor, o pranto e a morte, ao longo da jornada terrestre. A sombra do mal passará, a noite do pecado terá fim. Uma nova alvorada raiará, marcando o início de um novo tempo para os filhos de Deus.
8.1 Na seqüência da volta de Cristo, acontecimentos extraordinários terão lugar. Até que o planeta Terra seja definitivamente restaurado, decorrerá um período de mil anos, ou um milênio. O que acontecerá na Terra, durante esse período? Onde e em que circunstância estará satanás? Qual e como será o desfecho de tudo? É importante que busquemos respostas nas Escrituras Sagradas para essas indagações.
8.9 Aqueles que não ficaram ao lado de Cristo receberão a mesma sentença de satanás. O desejo de Deus é salvar. Para isso, Cristo deu a vida. A destruição é um ato estranho para Deus. Mas, depois de dadas todas as oportunidades, Ele terá que destruir o mal, para devolver a perfeição original a Seu filhos.
9.1 O que acontece a uma pessoa, depois da morte? As tentativas feitas para se responder a essa pergunta são muitas. E a maioria delas só consegue aprofundar a angústia e a tristeza que envolvem o assunto, e aumentar as dúvidas. Para uns, ao morrer, o indivíduo vai direto para o Céu ou para o inferno. Para outros, ele será um espírito que encarnará sucessivamente em outros seres. Em meio a idéias conflitantes, necessitamos obter uma resposta produtora de segurança, que só pode ser encontrada na Palavra de Deus.
9.2 Pó da terra + fôlego de vida = alma vivente.
9.4 Não nos é possível ver ou falar com alguém que já morreu. Em tais manifestações, não é a pessoa morta que aparece, mas satanás e seus anjos disfarçados. Ele não deseja que entendamos que a oportunidade de salvação só existe enquanto vivemos.
10.1 Um mundo de paz. Sem ódio nem rancor. Um mundo sem violência, preconceitos, corrupção, traições ou manifestações de deslealdade. Um mundo sem dor, sofrimento, luto nem pranto. Um mundo perfeito, onde as flores não murcham e o brilho do próprio Cristo nos aquece e ilumina. Isso é o que todos nós almejamos ardentemente, cansados como estamos do mundo atual e suas dores. Para a mentalidade materialista e descrente, isso é utopia. Mas, a Bíblia fala de realidades a nós prometidas e preparadas por um Ser que jamais falha.
10.2 Após os mil anos, a Nova Jerusalém descerá para a Terra tornando-se a capital da Nova Terra. Será quadrada cercada de muros e adornada de pedras preciosas. Em cada lado dos muros haverá três portas onde estarão escritos os nomes das doze tribos de Israel e dos doze apóstolos. A cidade e a praça serão de ouro. Na praça, estarão o trono de Deus, a árvore da vida e o rio da vida.
11.1 A pergunta feita por Bildade, um dos amigos do patriarca Jó, traduz uma pertinente inquietação humana: “Como, pois, seria justo o homem perante Deus, e como seria puro aquele que nasce de mulher?”. E a realidade é que, sendo pecador, o ser humano não pode se tornar justo por si mesmo, nem obedecer aos justos requerimentos de Deus. Noutras palavras, não pode salvar-se por seus méritos. Estaria, então, o homem irremediavelmente perdido? Não. Felizmente, existe esperança. Cristo proveu um caminho de escape, e nós o encontramos descrito na Bíblia.
11.3 O plano de salvação do Antigo Testamento é continuado no Novo Testamento. Na Bíblia existe apenas um método de salvação.
11.4 Jesus nos salva através de Sua morte na cruz.
11.5 Devo perseverar na comunhão com Deus, através do estudo da Bíblia e da prática da oração.
12.1 A fim de que possamos desfrutar plenamente os benefícios do evangelho, devemos entender a obra que Jesus fez por nós no passado, o que Ele faz agora e o que fará no futuro. Podemos compreender esse assunto, estudando o ritual do santuário terrestre dos israelitas, que prefigurava o atual ministério de Cristo no santuário celestial. É fundamental que entendamos o que a Bíblia ensina sobre o tema.
12.3 O santuário era dividido em dois compartimentos. O primeiro era o lugar santo, e o segundo, o lugar santíssimo. No lugar santo, o sacerdote realizava o trabalho diário, e continha uma mesa com pães, o candelabro e o altar de incenso. No lugar santíssimo, o sumo sacerdote entrava uma vez por ano, no Dia da Expiação, que caía no dia dez do sétimo mês. Ali se encontravam a arca da aliança, coberta de ouro, com as tábuas dos dez mandamentos, uma urna de ouro contendo o maná, e o bordão de Arão. Um véu separava esses dois compartimentos. À frente do lugar santo, ficava o pátio, no qual estavam o altar do holocausto e a pia em que os sacerdotes lavavam as mãos. O santuário era móvel, cercado, e teve sua construção aprovada por Deus.
12.4 Os cordeiros sacrificados representavam Jesus que, na cruz, morreria pelos pecados humanos.
12.6 Através do sacrifício diário, os pecados eram transferidos simbolicamente do pecador arrependido para o santuário. Uma vez ao ano, realizava-se a limpeza ou purificação do santuário no Dia da Expiação, removendo os pecados para o deserto.
12.8 A exemplo do que ocorria no santuário terrestre, Jesus está realizando, em nosso favor, duas atividades no santuário celestial: intercessão, simbolizada pelo serviço diário, e julgamento, representado pelo Dia da Expiação. Sempre que um pecador arrependido vai a Deus em nome de Jesus e pede perdão, Cristo intercede por ele no santuário celestial, aplicando em seu favor os méritos de Seu sacrifício na cruz. Mas, Ele também realiza o trabalho de juiz, neste momento. O próximo estudo esclarecerá esse tema.
13.1 Um fato bíblico indiscutível é que todos os seres humanos, de todos os tempos, enfrentarão o julgamento de Deus. Disse Salomão: “Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más”. E Paulo confirma: “... pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus”. De que modo ocorrerá esse julgamento? Sob que critérios ele estará fundamentado? Quem é o juiz? Como podemos ser absolvidos? A Bíblia nos responde.
13.4 Na Terra, Deus levantaria um movimento para restaurar verdades jogadas por terra e anunciar ao mundo a chegada da hora do Juízo. Aprendemos que, no santuário terrestre, uma vez por ano, no dia dez do sétimo mês (Dia da Expiação), o sacerdote entrava no lugar santíssimo para realizar a purificação do santuário. Da mesma forma, ao findar a profecia dos 2300 anos, em 22 de outubro de 1844, Jesus entrou no lugar santíssimo do santuário celestial, para ministrar como juiz.
13.7 O Juízo é realizado em três fases: a) “Investigação”. Teve início em 1844 e terminará pouco antes da volta de Cristo. b) “Comprovação”: Ocorrerá durante os mil anos. c) “Execução”: Juízo final que ocorrerá após os mil anos.
13.8 O Juízo de Deus será estabelecido segundo a verdade que recebemos de Sua Palavra
14.1 Sábio, justo e amoroso como é, Deus estabeleceu leis para regulamentar a saúde dos relacionamentos de Seus filhos e sua conduta diante dEle. As leis não existem para tolher a liberdade saudável, mas para ampliar seu significado e aclarar seu sentido. À nação israelita foram dadas diversas leis, algumas das quais se cumpriram em Cristo e perderam seu valor para os dias de hoje. Para todos os que pretendem se tornar cidadãos da pátria celestial, também foi estabelecida a “lei da liberdade”. A Bíblia descreve essas leis.
14.2 a) Leis civis, e leis de proteção para reger a nação de Israel. b) Leis cerimoniais, envolvendo sacrifícios e ofertas de animais, específicas para o santuário. c) Leis de saúde, para felicidade e bem-estar do ser humano. d) Lei moral, que expressa o caráter de Deus, conhecida como Lei dos dez mandamentos. Escrita pelo dedo de Deus em duas tábuas de pedra. Não podemos confundir quem escreveu as leis, nem usar textos da lei cerimonial para explicar a lei moral ou vice-versa.
14.9 A obediência à lei de Deus não é a causa, mas é resultado da salvação. Não se guarda a lei para ser salvo, mas por estar salvo em Cristo Jesus. Quem está em Cristo recebe dEle poder para ser fiel. E o faz por amor.
15.1 A natureza está regida por leis. Astros seguem uma rota traçada pelo Criador; por causa das leis naturais, semeamos milho e colhemos milho, não arroz. O relacionamento do ser humano com seus semelhantes e com Deus é norteado pela lei moral, codificada nos dez mandamentos. Sem leis, a vida seria nada menos que um caos. Apesar disso, tentativas têm sido feitas para invalidar, alterar ou substituir a lei de Deus pelas tradições humanas. A pergunta para a qual buscaremos a resposta, neste estudo, é: Têm essas tentativas a autorização ou aprovação do autor da lei? Se não têm, são válidas? Qual deve ser nossa atitude em relação a elas?
15.10 Um Deus que ama sabe o que é melhor para Seus filhos. A lei é um guia de conduta que nos protege de dor e sofrimento em nossas relações. A obediência demonstra intimidade com Cristo, pois só Ele pode mudar nosso caráter e nossas inclinações. Por Seu Espírito, Ele nos capacita a obedecer, e escreve os princípios da lei em nosso coração.
16.1 Alguns cristãos guardam o sábado como dia santo de culto e repouso. Outros guardam o domingo. Há quem santifique a sexta-feira e outros dias da semana. Em todos os casos, há pessoas sinceras que seguem o que lhes foi ensinado, sem nunca ter examinado o que Deus disse. É verdade que há, também, os que preferem esquecer justamente o que Ele mandou lembrar. A Bíblia, que é a Palavra de Deus escrita, é a autoridade máxima para responder à pergunta: Que dia devemos observar como santo?
16.3 Adão e Eva eram os únicos habitantes do mundo; portanto, antes do surgimento da nação judaica.
16.4 a) Moisés cerca de 1.500 a.C. b) Isaías cerca de 700 a.C. c) Jeremias cerca de 600 a.C. d) Ezequiel cerca de 600 a.C. e) Esdras e Neemias cerca de 420 a.C.. No Antigo Testamento, não há nenhum texto indicando mudança do dia de guarda.
16.8 É bom lembrar que a guarda do sábado não é um meio de se alcançar a salvação, que é obtida unicamente pela graça de Jesus. A obediência a Deus é resultado da salvação. Como alguém pode dizer que está salvo e viver em desobediência a Deus? A guarda do sábado é uma demonstração de amor a Deus e fruto da experiência pessoal com Ele.
17.1 Embora já tenhamos visto que o sábado é o dia bíblico de repouso, instituído por Deus, observado pelos crentes, nos dias do Antigo Testamento, bem como pelo próprio Jesus e Seus seguidores, nos tempos do Novo Testamento, a maioria dos cristãos, hoje, santifica o domingo. Quem fez ou autorizou a mudança? Tem ela o apoio das Escrituras? Neste estudo, essas questões serão esclarecidas.
17.2 Na Bíblia, o símbolo da ressurreição de Cristo é o batismo e não o domingo.
17.3 A igreja de Cristo passaria por um período de apostasia (abandono da verdade) e seria dominada por pessoas que não seguiriam a verdade, introduzindo nela costumes e práticas pagãos.
17.8 Foi o imperador Constantino, no dia 7 março do ano 321 d.C. A igreja romana adotou oficialmente a observância do Domingo no ano 364 d.C. (concílio de Calcedônia). Constantino era adorador do deus Sol. Converteu-se superficialmente, trazendo para a igreja cristã essa e outras práticas pagãs. “O Mandamento da Igreja determina e especifica a Lei do Senhor: Aos domingos e nos outros dias de festa de preceito, os fiéis têm a obrigação de participar da missa.” – Catecismo da Igreja Católica; edição revisada de acordo com o texto oficial em latim (Edições Loyola, 10ª edição, julho de 2000), p. 570.
17.10 Jesus é o centro de nossa adoração e serviço. Separou o sábado como dia especial de relacionamento com Ele. Ser fiel na observância do sábado é demonstrar amor a Jesus.
18.1 A mensagem do Apocalipse nos chama a temer a Deus e dar-Lhe glória. E entre as muitas maneiras de glorificar a Deus, o apóstolo Paulo inclui os hábitos de comer e beber. Assim, o cuidado da saúde física faz parte do crescimento espiritual. Sim, porque mente e corpo estão intimamente relacionados. Deus Se comunica conosco por meio do Espírito e imprime Suas verdades em nossa mente. Caso o corpo esteja debilitado, a apreensão e a compreensão dessas verdades certamente serão dificultadas. A Bíblia nos fornece princípios de saúde, extremamente necessários ao viver cristão.
18.3 A obediência à lei de Deus e às leis de saúde produz longevidade e qualidade de vida.
18.4 Noé sabia a diferença entre animais limpos e imundos.
18.6 O melhor plano de alimentação para o homem inclui grãos, frutas, verduras, legumes. Não devemos consumir carnes imundas nem seus derivados (bacon, presunto, salame, mortadela), bem como frutos do mar.
19.1 Antes da entrada do pecado no mundo, Deus e o homem se comunicavam face a face. Tendo caído em pecado, o ser humano perdeu esse privilégio, mas Deus não desistiu de manter contato com Seus filhos. Há muitas maneiras através das quais Ele fala. Uma delas é o ministério profético. O profeta Amós disse: “Certamente, o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar o Seu segredo aos Seus servos, os profetas”. Profetas são porta-vozes de Deus, especialmente dotados pelo Espírito Santo para essa tarefa. De acordo com a Bíblia, esse dom seria visto na igreja de Deus, nos últimos dias.
19.4 Somente a presença de fenômenos físicos não é prova suficiente do verdadeiro dom de profecia, pois Satanás também opera sinais. O verdadeiro profeta deve apresentar todas as características citadas na bíblia.
19.6 Nos últimos dias, o verdadeiro dom de profecia seria visto dentro da igreja que segue os mandamentos de Deus.
19.7 a) Seus ensinos são fundamentados na Bíblia. b) Ela exalta a pessoa de Cristo. c) O cumprimento de suas profecias. d) Os frutos positivos em sua vida. e) Adventistas e não adventistas aceitam seus escritos como inspirados. f) Sua vida e seus ensinos estavam em conformidade com a Bíblia e a lei de Deus.
20.1 Deus é o criador e mantenedor do Universo. De Suas mãos recebemos todas as provisões para a nossa sobrevivência material. Em Seu amor, e no processo e nos ajudar a desenvolver as virtudes de Seu caráter, tais como fidelidade e altruísmo, Ele nos fez administradores de Suas riquezas. E, numa sociedade singular, requer que Lhe devolvamos 10% dos bens que põe em nossas mãos, deixando a nosso encargo a administração sábia, judiciosa e fiel dos restantes 90%. Como a Bíblia ensina, essa parceria nos rende eternos dividendos.
20.7 É importante lembrar que a motivação para devolução do dízimo a Deus não é conseguir bênçãos, mas expressar amor e prestar adoração a Ele como nosso criador e mantenedor.
21.1 No estudo anterior, aprendemos que o dízimo pertence a Deus. Ele o requer, e devolvê-lo nada mais é que dever de todos nós. Mas, precisamos ir além do dever, em nosso aprendizado de altruísmo e na busca da semelhança com Aquele que Se deu voluntariamente para nossa salvação. O cristão deve ser generoso e agradecido, diante das bênçãos que recebe das mãos de Deus. Ofertar é um dos modos mais expressivos desses sentimentos. E a Bíblia nos ensina a ofertar, também como ato de adoração.
21.2 Dízimos e ofertas têm sentidos diferentes, mas são complementares e estão em pé de igualdade como atos de adoração.
21.4 A Igreja Adventista destina as ofertas alçadas para a construção e manutenção de templos, bem como no apoio à pregação do evangelho em regiões pobres, consideradas campos missionários.
21.6 Cada pessoa deve planejar de acordo com esse critério e estabelecer um percentual de suas rendas como oferta. A diferença, em relação ao dízimo, é que esse percentual é definido pela pessoa.
22.1 A Enciclopédia das Religiões afirma que existem nove grande religiões no mundo. Entre essas, está o cristianismo que, por sua vez, está dividido em mais de 35 mil grupos. Como distinguir, entre esses grupos, a igreja verdadeira? Somente a Bíblia pode nos ajudar. A igreja verdadeira é conhecida pela doutrina. João usa a palavra doutrina e Paulo a palavra coluna. A seguir, veremos oito colunas bíblicas que mantêm a igreja do Deus vivo na Terra.
22.2 Fundamento dos apóstolos: Novo Testamento. Fundamento dos profetas: Antigo Testamento, sendo Jesus Cristo a pedra principal. A igreja verdadeira aceita toda a Bíblia como única regra de fé e prática.
22.3 A igreja verdadeira ensina que a salvação é unicamente pela fé em Cristo (1Tm.2:5).
22.4 É o ensino da volta de Jesus, com milhares de anjos. Todo olho O verá, os mortos ressuscitarão e reinarão com Cristo por mil anos. A igreja verdadeira ensina essa verdade.
22.5 Por ensinar e pregar a validade da Lei, a igreja de Deus é objeto da ira de Satanás (Ap.14:12; Ler 1Jo.2:3-4).
22.6 “O testemunho de Jesus” é o Espírito de Profecia, ou dom de profecia. Esse dom é característica da igreja de Deus nos últimos dias.
22.7 A igreja do Deus vivo ensina a vigência do sábado como verdadeiro dia de adoração, como expressão de amor e sinal de fidelidade Àquele que nos salvou.
22.8 A Bíblia descreve três anjos (mensageiros) voando pelo meio do céu pregando a toda nação, tribo, língua e povo. Portanto, a igreja de Deus é um movimento mundial.
22.9 A igreja verdadeira segue os princípios bíblicos de saúde (Gn.1:29;Lv.11).
23.1 Certo dia, Jesus deixou a oficina de carpintaria na vila de Nazaré e Se dirigiu ao rio Jordão, onde Seu primo João Batista estava pregando. Ali, pediu a João que O batizasse, porque, assim, disse Ele, convinha “cumprir toda a justiça” (Mt.3:3-15). O batismo é um aspecto da justiça do qual as pessoas podem participar. Uma vez que Cristo, que não conheceu pecado, foi batizado para “cumprir toda a justiça”, nós, como pecadores, devemos fazer o mesmo. O exemplo de Jesus e o ensino da Bíblia realçam a importância do batismo.
23.2 A palavra batismo (do grego baptizo) significa mergulhar, imergir, afundar.
23.8 Mateus Mt.28:20 nos ensina que antes do batismo a pessoa precisa ser ensinada sobre as verdades bíblicas e aceitá-las.
24.1 O cristão é uma “nova criatura”. Em sua vida, “as coisas antigas já passaram; eis que se fi zeram novas” (2Co.5:17). Embora esteja no mundo, não tem compromisso com interesses mundanos. É cidadão e embaixador do reino celestial. Por preceito e exemplo, deve infl uenciar outras pessoas, oferecendo-lhes um estilo de vida melhor. Não faz isso com extremismo, afetação ou ar de superioridade, mas porque tem Cristo no coração e espalha Seu amor. A Bíblia ensina como tal experiência é vista no dia-a-dia do cristão.
24.2 O exemplo de Cristo nos ensina que o sábado não é um dia de não fazer nada, mas um dia de adoração, comunhão e serviço desinteressado ao semelhante. Os limites do sábado vão desde o pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol do sábado (Ne.13:19;Lc.23:50-56). Nesse período, as atividades materiais dão lugar às espirituais.
24.9 Santa Ceia: Comemora a morte de Jesus, e nossa morte para o pecado. Lava-pés: Cerimônia da humildade. Mostra que todos somos iguais perante Deus e igualmente necessitados dEle para a salvação. Pão: Representa o corpo de Jesus que foi sacrificado por nós. Suco da uva: Simboliza o sangue de Cristo vertido pelos nossos pecados.
25.1 Educar é desenvolver as faculdades físicas, mentais e espirituais do ser humano. Por esse mesmo caminho, vai a redenção. As duas têm como objetivo a restauração do ser humano ao plano originalmente estabelecido por Deus: a semelhança com Ele. Portanto, não se pode isolar a educação da redenção. As Escrituras têm normas que ajudam a orientar a busca e aquisição da educação verdadeira, cujos benefícios são eternos.
25.4 Cristo chamou discípulos e os levou consigo, ministrando-lhes ensinamentos, enquanto eles O observavam curar, pregar, ensinar e relacionar-Se com as pessoas.
25.9 A Igreja Adventista do Sétimo Dia mantém uma rede educacional, que vai do ensino fundamental ao superior. Buscamos a excelência na formação acadêmica; porém, sobretudo primamos pela formação moral, ética e espiritual dos alunos. Formamos cidadãos para este mundo e a pátria superior.
26.1 Somente através do Espírito Santo o cristianismo se torna um poder vivificante e transformador na vida dos filhos de Deus. Como Paulo afirmou, “ninguém pode dizer: Senhor Jesus!, senão pelo Espírito Santo “(1Co.12:3). Sem o Espírito, nossa religião jamais será uma experiência viva. As Escrituras Sagradas nos informam como esse Agente divino nos conduz à plenitude dessa experiência com Jesus.
26.6 A Bíblia associa o batismo do Espírito Santo ao batismo nas águas, mas, essa deve ser uma experiência renovada diariamente na vida daqueles que se entregaram a Deus e foram batizados.
26.8 O batismo do Espírito Santo deve ser uma experiência diária na vida dos filhos de Deus. Essa experiência está associada a três atividades diárias: Estudo da Bíblia, com disposição para obedecer, oração e testemunho aos que ainda não conhecem Jesus.
27.1 Todo cristão verdadeiro nasce no reino de Deus como missionário, ou seja, toda pessoa que foi salva tem como seu primeiro impulso ou desejo o de salvar alguém. Na verdade, Deus nos chamou também para a tarefa de trabalhar lado a lado com Ele na salvação dos nossos semelhantes. Não só os pastores devem fazer isso. O Espírito Santo capacita todo crente a fim de que, segundo os dons recebidos, possa cumprir sua parte no projeto missionário de Deus. Esse é o ensino da Bíblia.
27.8 Para crescer espiritualmente, todo crente deve estudar diariamente a Bíblia, orar e trabalhar para levar pessoas a Cristo, seja pela oração intercessora, testemunho pessoal ou ensino da Bíblia. Tal experiência não é mera opção; é condição para recebermos o batismo do Espírito Santo, essencial à nossa caminhada rumo ao Céu. Ou fazemos essas coisas, ou morremos espiritualmente.